O BEIJO - GOSTEI!

Compartilhando o melhor para você

Hot

Post Top Ad

11 de nov de 2010

O BEIJO

Foi um beijo que nunca me esqueci. Tão denso e intenso de significados, um beijo que umedeceu lábios e olhos. Não houve diálogo, apenas um contemplar apaixonado e a boca aproximou-se, quente, trêmula e pousou suavemente na minha face. O breve segundo do contato fez-se uma eternidade e, posso ainda senti-lo. Lembro a respiração e o hálito peculiar e tão seu, à aproximação; os olhos se fechando para o mundo físico numa metamorfose para o sentimento profundo que me dedicava. Um beijo de amor onde a lascívia foi ignorada e a compaixão assumiu com plenos poderes de se declarar a mim. Você nada disse – nem fora necessário.


Ficou ainda por instantes, sentada ao meu lado e chorava um choro silencioso. Levantou-se calma e decidida foi embora. Hoje, lembrando do beijo, sinto uma dolorosa saudade de quem verdadeiramente me amou, com verdade e respeito aos seus sentimentos. Ir-se de mim, partir da minha vida, foi a maior prova desse amor. Eu entendi, contudo ainda sofro por saber que jamais serei beijado novamente como fui naquele instante. Eternizado na alma, a nostálgica sensação daquele instante trás leveza aos meus passos vida afora.

2 comentários:

Mulekaaaa disse...

Existem momentos que se eternizam na alma...
Existem pessoas que se vão, mas deixam em nós um pedaço de si...
Passam a fazer parte do que somos...e isso não tem como deletar.
beijos soprados no vento

Cristina Fogaça disse...

Ameiiiiiii

Segue uma poesia de minha autoria com o tema em questão... Bjsss

*Saudade

Sinto sua falta
Quero estar perto de você
Quero me envolver no seu abraço
Fechar os olhos e sonhar
Sonhar com você ao meu lado
Sentir seu cheiro
Sua mão acariciando meu cabelo
Olhar para você e decorar seus traços
Quero sentir novamente como é bom estar com você
Me faça sentir mais segura
Que não perderei você
E eu não vou mais sofrer
Volte para mim
Voce me deixou sem perceber
Só penso em você
Não consigo esquecer
Eu preciso de você

Autora: Cristina Fogaça
*Poesia publicada no romance “Naiara”.

Post Top Ad